Dark Cloud 2

Olá, sou Gabriel Mota e vou falar de games e algo mais

Para minha estreia no R2PG decidi trazer uma jóia que infelizmente é pouco conhecida, Dark Chronicle, ou Dark Cloud 2 fora do Japão, sua terra de origem.

Dark Cloud 2
Capa japonesa. Em outras regiões, o título é Dark Cloud 2

 

O Playstation 2 é um reduto abundante de RPGs, tanto do oriente quanto do ocidente. Em 2002 a Level 5 fazia outra contribuição de peso para o elenco com Dark Chronicle. Dark Cloud e Dark Cloud 2 foram os primeiros jogos da softhouse, que era vinculada à Sony e hoje é conhecida pela série Professor Layton.
 A continuação de Dark Cloud, também do PS2, consegue superar seu antecessor em todos os aspectos: mecânica, arte, gráficos e história.
Dark-Cloud-2-PS4
Max e Monica, os heróis que possuem as gemas com o poder de viajar no tempo

 

Conceitos

dark_chronicle_screen_33
O Ripepod é um veículo a vapor altamente customizável

O conceito steampunk é um dos lados da moeda. Um dos protagonistas, Maximillian, é um ajudante em uma oficina com alma de inventor. Essa habilidade permite que o jogador crie armas e robôs a vapor chamados Ripepods.

dark_cloud_2_3
Criaturas mágicas como árvores vivas dão vida ao cenário e peso à história

 

 

 

 

 

O outro lado consiste em magia. Dominada pela outra personagem jogável, Monica, a magia está presente em seres fantásticos, ataques e até a viagem no tempo, algo crucial na trama.

 

História

A trama é complexa, interessante e filosófica. Contém a peça chave para cativar: muitos lugares, muitas situações diferentes que dão muitas lembranças ao jogador. O modo como a história é contada é o de praxe de RPGs de ação: CGs e diálogos com personagens que dividem espaço com a ação em dungeons e o modo de construção de ambientes, ou Georama Mode.

Veniccio
Concept de Veniccio, a praia embalada a bossanova
4
O Georama permite construir um ambiente de modo estratégico para gerar resultados no futuro

 

 

 

 

 

 

 

 

Tudo começa com um pacato vilarejo que perdeu o contato com o mundo exterior há 15 anos, acreditando que tudo foi destruído por um poderoso malfeitor. Segredos vêm à tona quando o garoto Max é perseguido por causa de uma misteriosa pedra em seu colar, que pode ser a razão de a cidade não ter sido também destruída.

Milane_circus
O circo marca o começo da aventura em Dark Cloud 2

Os cidadãos decidem que é hora de sair da caverna e reparar o trem, que é o único meio de acesso para fora da cidade, antes que o perigo tire a paz há tanto tempo estabelecida. Monica, uma princesa capaz de controlar magia, aparece no trem no momento em que este é atacado novamente. Ela explica que vem de 100 anos no futuro e está tentando mudar seu tempo, arruinado pelo Imperador Griffon. A partir daí, uma busca pela verdade e pela restauração do futuro leva o grupo de amigos a várias situações em várias épocas, variando de uma exótica praia à boca de um vulcão.

5
A noção de que todo ato tem uma consequência está presente tanto na trama quanto no gameplay

Game design

Os personagens e problemas apresentados são muito ricos e proporcionam uma imersão fantástica.
As side quests são variadas e bem recompensadas. A liberdade de exploração é boa e útil: Max pode tirar fotos de objetos com sua polaroid e juntando várias fotos uma nova arma pode ser inventada, além de ser possível criar um álbum no memory card. Também se pode pescar e colecionar os peixes.
maxresdefault
O inventário é praticamente uma oficina. Fácil de operar e surpreendente nos resultados
Em Dark Cloud 2 o que possui nível não é o personagem, mas a arma. A arma pode ser melhorada com vários elementos encontrados pelo jogo ou fundida com outras armas. A possibilidade de variações é enorme e detalhes como fadiga de materiais foram implementados.
O Ripepod é um robô que serve de veículo de combate. É possível comprar ou inventar braços que servem de armas e pernas, que variam de esteiras a hélices, além do núcleo mudar a resistência da máquina. A criação de ambientes, ou Georama é quase como construir uma casa em The Sims. Restaurar lugares destruídos ou melhorar um terreno tem consequências que pode ser vistas ao viajar para o futuro. Cada lugar precisa de matérias primas que são obtidas nas dungeons, que são aleatórias e com vários andares. As dungeons também servem para farmar praticamente todo tipo de item do jogo.
maxresdefault (1)
Além dos ambientes, a variedade de inimigos e de estratégias para vencê-los é enorme

A música de Dark Cloud 2

A música foi feita por Tomohito Nishiura e ganhou as melhores críticas possíveis, merecidas. O compositor, que então estava em seu segundo trabalho, criou 77 faixas que vão de clássico ao tango. Usando geralmente instrumentos clássicos, as músicas são carregadas de emoção, mas ainda com identidade que permite que elas sejam apreciadas também fora do jogo. Um CD duplo foi lançado, e em 2004 um CD com rearranjos de grandes nomes como Yasunori Mitsuda ganhou vida.

cover_l (1)
Clique na imagem para ouvir o CD extra
cover_l
Clique na imagem para ouvir a trilha original no Youtube

Uma joia cujo brilho o tempo não ofusca

Dark Chronicle, ou Dark Cloud 2, tem tudo o que um jogo precisa ter para cativar todos os públicos, de todas as idades. Tem jogabilidade amigável e não requer conhecimento prévio do estilo. Sua originalidade na história e arte conquista os mais experientes. O contraste entre passado e futuro, magia e tecnologia é simbolizado muito bem no visual e personalidade dos dois protagonistas. O jogo está disponível para PS4 na Playstation Store, além de sua plataforma de origem.
q2
Lançado no final de 2002, o trabalho promocional durou algum tempo
Enfim, não há nada que te impeça de conhecer um bom RPG que além da idade se mantém tão atual e único quanto em seu dia de lançamento. Ainda há tempo!!!

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Huge Discounts on your Favorite RPGs @ DriveThruRPG.com

mm

Classes: Compositor 6º, Viajante para o Passado 4º, Leitura não-popular 5º